n’aruanda só se pisa devagar

Conversa entre arthur leandro e giseli vasconcelos (pdf)


DSC_0456

originalmente publicado na revista Fórum Permanente#5

A primeira vez em que me deparei com homem-forte, Etetuba, foi no meio do festival Mídia Tática Brasil, em meados de 2003. Ele fazia parte da sala dos Rejeitados, que por sua vez era organizada por Graziela Kunsch. Veio em seu Gurgel de Macapá até São Paulo. Veio de longe, do meu lugar que eu não reconhecia mais em mim. E me lembro que fomos apresentados, ele me olhou friamente, e eu respondi apressadamente, agoniada entre muitas tarefas dispersas e urgentes daquele evento (…)

18. May 2014 by midiadmin
Categories: Ensaios | Tags: , , | Comments Off on n’aruanda só se pisa devagar